Escolas de Ikebana

Esta é uma página de exemplo.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. In sit amet eros eget justo elementum interdum. Cras vestibulum nulla id aliquam rutrum. Vestibulum aliquet mauris ut augue ultrices facilisis. Vestibulum pretium ligula sed ipsum dapibus, tempus iaculis felis ornare. Morbi pretium sed est tincidunt hendrerit. Curabitur id elit scelerisque, pharetra tellus sit amet, dictum mi. Aliquam consectetur tristique metus non pulvinar. Donec luctus magna quis justo tincidunt, eu euismod lacus faucibus.

Ela pode dizer algo assim:

Olá! Eu sou um mensageiro de bicicleta durante o dia, ator aspirante à noite, e este é o meu site. Eu moro em São Paulo, tenho um grande cachorro chamado Rex e gosto de tomar caipirinha (e banhos de chuva).

…ou alguma coisa assim:

A Companhia de Miniaturas XYZ foi fundada em 1971, e desde então tem fornecido miniaturas de qualidade ao público. Localizada na cidade de Itu, a XYZ emprega mais de 2.000 pessoas e faz coisas grandiosas para a comunidade da cidade.

@ikebanadobrasil

Ikebana: tudo sobre a arte japonesa dos arranjos de flor
Delicados e sutis, os arranjos florais japoneses são baseados na harmonia e incluem as folhas, caules, e galhos
O que é?

Se você já visitou um templo, museu, ou até mesmo algum restaurante japonês, já deve ter se deparado com arranjos florais muito característicos: sutis, delicados, sem muitos elementos. A Ikebana, que significa “flores vivas”, é a arte milenar de montar arranjos com base no simbolismo, harmonia, ritmo e cor. Nela, tanto a flor, quanto o caule, as folhas e o vaso fazem parte da composição, representando o céu, a terra e a humanidade. Mesmo galhos secos e frutos podem ser incorporados ao conjunto.

Ikebana com bambu. Galho com pequenas flores vermelhas. Folhas de bambu acima

 (Shozo Sato, Contemporary Ikebana/ Japan Objects/Reprodução)

Os arranjos de Ikebana são como esculturas, pinturas e outras formas de arte. Eles carregam significados, narrativas e importância histórica.

Onde surgiu

Desenho histórico de ikebana

 (Shozo Sato, Contemporary Ikebana/ Japan Objects/Reprodução)

A Ikebana chegou ao Japão no século seis, trazida por missionários chineses que criavam os arranjos como uma oferenda à Buda. Os elementos se apoiam no kenzan, um suporte metálico pontiagudo.

Estilos

Conheça alguns dos diferentes estilos que surgiram ao longo dos anos.

Rikka

Ikebana com números indicando a posição de cada elemento

 (Shozo Sato, Contemporary Ikebana/ Japan Objects/Reprodução)

Este estilo está muito ligado aos deuses, e simboliza a beleza do paraíso. O Rikka possui nove posições, que foram criadas pelos monges budistas.

  1. Shin: montanha espiritual
  2. Uke: recebendo
  3. Hikae: esperando
  4. Sho shin: cachoeira
  5. Soe: ramo de apoio
  6. Nagashi: fluxo
  7. Mikoshi: ignorar
  8. Faça: corpo
  9. Mae oki: corpo frontal

Seika

Ikebana com folhas verdes pontudas e pequenas flores roxas

 (Shozo Sato, Contemporary Ikebana/ Japan Objects/Reprodução)

Em contraste com a formalidade das regras Ikebana estritas de Rikka, Seika traz maneiras mais livres de arranjar flores. O estilo nasceu da junção de dois outros estilos, o mais rígido Rikka e o Nageire, que permitia que as flores descansem livremente no vaso. No final do século XVIII, a interação entre Rikka e Nageire deu origem a um novo tipo de arranjo de flores chamado Seika, que significa literalmente flores frescas.

No estilo Seika, três das posições originais foram mantidas: shin, soe e uke (embora agora conhecido como taisaki), criando um triângulo desigual.

Moribana

Ikebana com galho e flores amarelas

 (Shozo Sato, Contemporary Ikebana/ Japan Objects/Reprodução)

Os espaços abertos de hoje exigem que Ikebana seja visto de todos os lados, de 360 ​​graus. Isso é totalmente diferente da abordagem de Ikebana no passado. Para ser apreciado, Seika deve estar em um tokonoma (sala estar japonesa) e ser visto sentado no chão em frente ao arranjo. O estilo Moribana de Ikebana evoluiu como uma forma de criar uma qualidade escultural mais tridimensional com o uso de plantas naturais.

Ikebana Contemporâneo

Ikebana moderno com vaso geométrico e folhas amarradas de forma circular

 (Shozo Sato, Contemporary Ikebana/ Japan Objects/Reprodução)

O conceito e o estilo dos arranjos de flores clássicos – como Rikka e Seika – continuam a ser fundamentais, mas os gostos modernos levaram ao uso de uma variedade de materiais não usados ​​anteriormente em Ikebana. Neste exemplo, talvez o vaso de flores exclusivo com suas três linhas finas pintadas inspirou o artista a criar este arranjo deslumbrante.

*informações Japan Objects